Seminário Permanente SHARE (Online)

 

Esta Sessão do Seminário Permanente decorrerá Online, via Zoom. Para assistir e participar na Sessão, utilize este link: 

https://zoom.us/j/97667351897?pwd=Q0w1dGxhMlFualc0QTBpWWt4M0dRUT09

ID da reunião: 976 6735 1897

Senha: 4yjJQa

 

O contributo da investigação qualitativa na implementação novos modelos de prestação de cuidados de saúde, pela Prof. Carmen Caeiro (Escola Superior de Saúde - Instituto Politécnico de Setúbal)

 

A investigação qualitativa pode desempenhar um papel relevante no processo de conceção, implementação e avaliação de novos modelos de prestação de cuidados de saúde. Neste processo, as equipas de investigação são confrontadas com o desafio de desenvolver modelos que garantam a melhor efetividade clínica assim como o custo-efetividade, partindo dos recursos disponíveis nos contextos de prática clínica.  Investigar a perspetiva de todos os atores envolvidos na implementação de um novo modelo de prestação de cuidados de saúde sobre a aceitabilidade, potenciais aspetos facilitadores e barreiras à sua implementação poderá ter um impacto significativo no sucesso atingido, contribuindo para uma compreensão mais aprofundada sobre o processo e a forma como este último poderá influenciar os resultados. Esta apresentação pretende constituir um contributo para a reflexão sobre o papel da investigação qualitativa na implementação de novos modelos de prestação de cuidados de saúde, explorando o exemplo de um projeto implementado recentemente no contexto da prestação de cuidados de saúde primários.

 

«Dar nome às hipoglicemias»: Uma abordagem narrativa, pela Prof. Marta Soares (ISCSP, Universidade de Lisboa)

 

Esta sessão concentrar-se-á no estudo «Dar nome às hipoglicemias» e na sua aplicação de métodos narrativos (entrevistas e sessões de escrita criativa) no âmbito da Diabetes Mellitus Tipo 1, com o intuito de averiguar o modo como a experiência da hipoglicemia – fenómeno recorrente de difícil descrição – é verbalizada por jovens com diabetes e pelos seus familiares de primeiro grau.

Após uma breve exposição dos objetivos, enquadramento teórico e metodologia do estudo, serão apresentadas as diferenças e semelhanças observadas entre as descrições feitas pelos jovens com diabetes e os seus familiares, resultados obtidos através de uma análise comparativa de base narrativa. Procura-se assim ilustrar o potencial oferecido pela aplicação de metodologias narrativas no contexto da saúde, já que este estudo, ao propiciar a verbalização de uma experiência individual, poderá contribuir, por um lado, para a interiorização desta vivência por parte da pessoa com diabetes e facilitar, por outro, a comunicação entre doentes, profissionais de saúde e familiares.

 

Moderação Afonso Cavaco (Faculdade de Farmácia, Ulisboa)

 

26 de Junho de 2020, às 17h30

 

Setembro 2020
SD
01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Eventos por tipo